Carta dos desenvolvedores: Campanha FIX PUBG

Uma carta do Produtor Executivo de PUBG, Taeseok Jang, sobre a conclusão da campanha FIX PUBG

Uma carta do Produtor Executivo de PUBG, Taeseok Jang:

 

Olá jogadores,

Desde o começo da campanha FIX PUBG, nossos desenvolvedores se concentraram em melhorar o desempenho do jogo e corrigir alguns bugs de longa data. Colocamos todo o pessoal e todos os recursos de desenvolvimento na campanha para conseguir arrumar tudo no prazo planejado. No entanto, como surgiram novos problemas de estabilidade (sem relação com a campanha), resolvemos prolongar a FIX PUBG por mais umas semanas até resolvermos tudo. Sabemos que é importante manter o contato com vocês e vamos sempre nos esforçar para melhorar nesse aspecto. Peço desculpas por esse contratempo em nome dos desenvolvedores, mas, apesar de estarmos um pouquinho atrasados em relação ao cronograma que postamos, achamos importante dividir com vocês os resultados da campanha.

Objetivos da campanha

No começo, decidimos concentrar nossos esforços nos objetivos listados abaixo. Trabalhamos sem parar para melhorar o PUBG com estes quatro pontos como base. Vamos falar um pouco mais de como cada um está agora, além de o que ainda queremos melhorar:

  • Proporcionar a melhor experiência de jogo possível por meio da otimização do desempenho do cliente e dos servidores;
  • Garantir jogos justos por meio de soluções contra trapaça mais eficientes, empregando todos os nossos recursos;
  • Aprimorar nossos algoritmos de organização e busca de partidas para proporcionar um pareamento mais rápido e eficiente;
  • Corrigir bugs que prejudiquem a experiência e aplicar melhorias há muito desejadas para facilitar a vida dos jogadores.

Desempenho do cliente

Uma das metas principais da campanha era a busca por otimização a fim de proporcionar uma experiência de jogo fluida e sem engasgos, com foco em situações nas quais esses problemas poderiam fazer a diferença no desfecho da partida (como confrontos logo após o pouso do paraquedas, combates a curta distância na última zona Azul etc.). Embora otimizações gerais que afetem o jogo todo (como melhoria da taxa de quadros normais) tenham sido mínimas, conseguimos otimizar bastante o desempenho de situações específicas como as que já mencionamos. Analisamos como essas melhorias de desempenho afetaram a taxa de quadros usando testes comparativos de desempenho nos níveis. Vejam só no gráfico como a taxa de quadros melhorou na versão de novembro em relação à de julho.

 

Testes Comparativos de Desempenho nos Níveis

Em outras palavras, otimizamos o carregamento em tempo real do nível, diminuindo o impacto no sistema quando o personagem se move pelo mapa. O tempo médio para carregar 1 nível caiu de 14,4 segundos para só 5,6 segundos. Ainda estamos otimizando a “Criação de Física” e planejamos lançar esses ajustes depois de um último teste ao fim de dezembro.

Otimizamos efeitos visuais do jogo, reduzindo o impacto de situações em que vários efeitos aparecem na tela ao mesmo tempo. Também começamos a otimizar quedas de taxas de quadros causadas por efeitos específicos, como fumaça. Melhoramos efeitos do ambiente, de destruição de veículos, de acertos e de fumaça. Pretendemos aprimorar também a lógica física e os efeitos relacionados a armas.

Já quanto à otimização de personagens, detectamos alguns efeitos colaterais indesejados causados pela otimização de movimento, como bugs no som de passos e falta de sincronia. Claro, para nós, a experiência do jogador é a prioridade, mesmo que isso não nos deixe implementar certas otimizações. Só que não desistimos de otimizar o movimento dos personagens. Ainda estamos preparando mais otimizações gerais e pretendemos aplicá-las assim que estiver tudo pronto e testado.

Desempenho dos servidores

Na Atualização número 19, melhoramos o desempenho dos servidores no começo das partidas, que era a parte do jogo com mais engasgos, e aumentamos a taxa de quadros média em mais de 20%. Felizmente, conseguimos manter a taxa por aí desde então.

Segue o gráfico da taxa de quadros média do servidor norte-americano depois da Atualização 19:

Taxa de quadros média do servidor norte-americano depois da Atualização 19

Nosso objetivo atual é manter uma taxa de atualização do servidor de 30 ms do começo ao fim da partida. Conforme a taxa aumenta, tanto a latência quanto as ocorrências de falta de sincronia diminuem. Sabemos que o assunto é bastante discutido na comunidade, então pretendemos continuar nossos esforços para melhorar esse aspecto.

Também quero explicar um pouco melhor os erros de falta de sincronia que ocorreram durante a campanha FIX PUBG. Quando o problema surgiu, analisamos registros dos servidores, além dos vários vídeos que vocês compartilharam. As ocorrências mais estranhas eram quando os problemas de sincronia aconteciam mesmo com uma latência baixa. Procuramos a fonte do problema e descobrimos um erro em uma das otimizações de movimento de personagens que tínhamos implementado para melhorar o desempenho do cliente. Como muitos de vocês perceberam, corrigimos o bug na atualização de 7 de novembro, reduzindo bastante as ocorrências do problema para muitos jogadores.

A falta de sincronia ainda pode acontecer, com chances maiores quando a latência está alta ou há grande diferença de latência entre jogadores, o que torna uma organização de partida eficaz ainda mais importante. É difícil prever e resolver possíveis problemas com tantas variáveis, mas estamos nos esforçando para solucionar questões com os servidores sempre que possível, mantendo nossa meta de uma taxa de 30 quadros do servidor por segundo e uma jogabilidade precisa e fluida

Organização e busca de partidas

Nossos objetivos para o sistema de partidas durante a campanha foram os seguintes:

 

  1. Formar partidas com jogadores de latência similar para proporcionar um ambiente de jogo estável;
  2. Formar partidas com jogadores de habilidade similar (em relação ao MMR, não à Classificação) para proporcionar um ambiente de jogo justo;
  3. Dar prioridade a colocar jogadores que falassem o mesmo idioma na mesma equipe;
  4. Garantir partidas amplas com 100 jogadores para proporcionar a diversão da experiência Battle Royale;
  5. Reduzir o tempo de espera o máximo possível, mas atendendo aos critérios acima.

Como dá para ver, é complexo organizar partidas no PUBG. Precisamos que inúmeras variáveis funcionem do modo como queremos, e alterar algo para melhorar um aspecto pode causar problemas em outro.

Os problemas de organização de partida ocorridos após a Atualização 22 tinham todos mais ou menos a mesma origem. Como dissemos na nossa Carta dos desenvolvedores de outubro, resolvemos o problema, mas tal atualização não basta para equilibrar definitivamente a organização de partidas.

O que pretendemos fazer para melhorar a situação:

  • Proporcionar melhores informações de busca de partida para todas as opções de mapas e modos
    • Permitir que os jogadores definam suas preferências pessoais em relação a regiões onde a quantidade de usuários para formar partidas seja insuficiente.
    • Garantir que os mapas e modos estejam operando direito.

Tela de busca de partida em um ambiente com boa latência

Tela de busca de partida em um ambiente com má latência

* As imagens acima servem apenas de exemplo. A interface final pode ficar diferente.

Estamos estudando a possibilidade de repensar a interface de busca de partida, de modo que o tempo de espera previsto para encontrar uma partida e a latência atual fiquem mais claros para todos os jogadores. Com uma interface melhorada, baseada em preferências pessoais, cada um poderá jogar no ambiente, no modo e no mapa que quiser, mesmo que isso faça a busca de partida demorar um pouco mais. O que queremos é permitir que os jogadores possam avaliar a situação e escolher entre um baixo tempo de espera ou uma partida segundo as próprias preferências, caso não seja possível ter os dois.

Claro, as melhorias não implicam só mudar a interface, mas também exigem melhorias técnicas que as permitam, como uma função que meça a latência média com a máxima precisão possível. Até podermos proporcionar a melhor busca de partida possível, vamos focar nos aspectos do sistema que podemos melhorar no momento.

Soluções contra trapaça

Nossa luta contra programas não autorizados é uma batalha sem fim. A batalha pode ser cansativa, mas já avançamos bastante: banimos mais de 2 milhões de contas só durante a campanha FIX PUBG. Continuaremos a melhorar as análises e o monitoramento de sistemas, nossas políticas e novas soluções contra trapaça, enquanto recorremos também a soluções externas, como investigações policiais e ações legais. Apesar de não ser possível fazer grandes avanços de uma hora para a outra e implementar melhorias rápido o bastante para acabar com todos os trapaceiros, nossa missão continua a mesma: sempre combater os programas não autorizados.

Banimos esses programas a todo momento, analisando e empregando dados de diversos registros e relatórios. Além disso, estamos desenvolvendo a nossa própria solução contra trapaça para impedir o uso desses programas. Se tudo der certo, teremos algo para mostrar muito em breve.

Só que banimentos e defesas tecnológicas não bastam para desencorajar a produção dos programas por parte de certas organizações. Trabalhamos junto às autoridades de algumas regiões para prender os grupos envolvidos na produção e venda de programas não autorizados e pretendemos continuar a auxiliar as autoridades na medida do possível. Também estamos concluindo os preparativos para banir computadores e consoles e assim expulsar em caráter permanente os jogadores teimosos que se recusem a seguir as regras. Começaremos esses banimentos em breve, visando os jogadores que criam novas contas para continuar a trapacear.

Poderíamos nos alongar mais nesse assunto, mas ainda temos mais a falar dos outros aspectos da campanha FIX PUBG. Em breve abordaremos melhor nossas medidas contra trapaças em uma futura carta dos desenvolvedores.

Correções de bugs / Melhorias gerais

Começamos a campanha com uma lista de 100 bugs a corrigir e melhorias a fazer, e conseguimos concluir tudo nessa categoria. Mas não dizemos isso para nos gabar — pelo contrário, é uma decepção que essa lista contasse com 100 itens, para começo de conversa.

Para um desenvolvedor, bugs são uma parte corriqueira e sempre presente do processo, mas entendemos que tudo que possa prejudicar o jogo tire parte da diversão do jogador. Estamos dando mais ênfase no controle de qualidade das versões que lançamos e planejamos obter ainda mais recursos para um processo de controle de qualidade mais eficiente.

Ficamos sempre gratos aos jogadores que tomam tempo para relatar bugs para nós. Para processar melhor os relatórios, estamos preparando um sistema que permite que os jogadores enviem relatórios de bugs e possam acompanhar o progresso das correções por meio de um novo site. Já estamos nas etapas finais. Pretendemos lançar o site antes do fim do ano, depois de finalizarmos todos os nossos testes de estabilidade e funcionalidade.

Consoles

O desenvolvimento das versões de Xbox e PlayStation vai correr em paralelo com a de PC, dando ênfase em proporcionar um serviço mais refinado e uma melhor experiência aos nossos jogadores nos consoles. Em breve daremos mais informações quanto aos nossos planos para o futuro do PUBG nos consoles.

Closing words

Durante essa jornada pelo jogo, nosso objetivo principal foi proporcionar conteúdo novo sem demora, complementando a experiência de Battle Royale. Reconhecemos que, nesse processo, acabamos deixando passar alguns problemas que fazem diferença para vocês. Refletimos bastante quanto a esses erros. Uma empreitada assim exige não só bastante esforço, como também muito cuidado para garantir que os bugs continuem corrigidos e não causem nenhum efeito imprevisto em outro aspecto do jogo.

Portanto, ao definir nossos planos para o PUBG de 2019, mudamos o direcionamento em comparação ao que tínhamos planejado para 2018. Nossas prioridades passarão a ser a estabilidade e a qualidade das versões lançadas, e é sobre essa base que vamos construir novos elementos para o Battle Royale e novos conteúdos. Tal mudança deve desacelerar o lançamento de novas versões em um primeiro momento, mas, conforme formos deixando os processos mais eficientes, queremos voltar a proporcionar conteúdo novo tão rápido quanto antes, só que mantendo esse novo padrão de estabilidade e qualidade. Não sabemos dizer quanto tempo vai levar, mas prometemos que vamos dar o nosso melhor para atingir essa meta o mais rápido possível.

Já se passaram três meses desde que anunciamos a campanha FIX PUBG. Sabemos que ainda temos muito a melhorar, mas sentimos que agora temos uma noção melhor do que vocês querem e do que precisam. Enquanto a campanha esteja acabando por aqui, nós vamos continuar a desenvolver o jogo, melhorar nossos processos e redobrar nossos esforços com tudo que aprendemos.

 

Como sempre, agradecemos o apoio e a paixão de vocês pelo jogo.

 -Taeseok Jang, Produtor Executivo

 

Discuta este artigo
Compartilhar este artigo