Olá! O meu nome é Sangki Kim e eu sou o engenheiro de conteúdo sênior para consoles encarregado do PUBG.

Um problema grave que a nossa equipe de desenvolvimento trabalha dia e noite para resolver são as ocorrências de “conexão com o host perdida”. Já podemos confirmar com muito orgulho que a situação melhorou bastante depois das correções da Atualização 4.3, reduzindo as desconexões em mais de 90%. (INTERNO: eram 100 mil ocorrências por dia, enquanto agora são 7 mil.)

A “Conexão com o host perdida” (CCHP) acontece quando o jogo não consegue carregar direito uma imensa quantidade de recursos que ele devia carregar quando um jogador entra na partida.  Tivemos alguns problemas de CCHP no ano passado também. Antes, o erro acontecia porque a Coleta de Lixo (CL) não funcionava direito na hora de carregar os dados do mapa ao entrar na partida. A CL serve para descartar recursos não utilizados, liberando espaço e permitindo que ele volte a ser usado. Às vezes, carregar o mapa demorava um bocado e a CL jogava fora recursos necessários. Para resolver o problema, aumentamos o intervalo entre cada ativação da CL, para que todos os recursos carregassem direito antes que o jogador entrasse na partida.

Já nos casos mais recentes de CCHP, o motivo era outro. Como a gente adiciona cada vez mais conteúdo a cada atualização, como Inventário, Equipamento e sistemas como Perícia com Armas e Perícia de Sobrevivência, o jogo precisa carregar mais e mais recursos em comparação às versões anteriores.

Quando a CCHP voltou a acontecer, primeiro tentamos voltar a aumentar o intervalo entre cada ativação da CL, mas, ao contrário da outra vez, a medida não resolveu os problemas. Quanto mais conteúdo, mais recursos, então, para garantir que o jogo carregasse todos os recursos sem grandes problemas, tivemos que experimentar outra abordagem. Depois de bastante tentativa e erro, conseguimos reorganizar a lógica de carregamento para garantir que o jogo carregue os recursos antes que o jogador entre na partida, diminuindo as ocorrências de CCHP em mais de 90%.

Sabemos que era um erro bem frustrante pra todo mundo e agradecemos a cada jogador pela paciência e compreensão enquanto trabalhávamos para resolvê-lo.

Bom jogo para todo mundo!

Sangki Kim, engenheiro de conteúdo sênior para consoles

Discuta este artigo
Compartilhar este artigo